11 de outubro de 2016

REDE: Tem cara de jacaré, cheiro de jacaré, rabo de jacaré, mas diz que não é jacaré

A Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva, surgiu como uma proposta de "renovação política". A própria Marina, em 2014, quando ainda estava no PSB, falou repetidas vezes sobre a "polarização" política do país e vinha vendendo a ideia de que ela seria o diferencial.

Pois bem. Hoje todos já sabem que isso era mentira. Marina, que fez sua carreira no PT e nele permaneceu até 2009, ainda tem o PT dentro de si. Como dizem os piadistas de internet, ela é a comunista melancia, porque é verde por fora, com seu discurso ecologista, e é vermelha por dentro, com suas propostas totalitárias.

No mesmo ano em que concorreu pela última vez a presidência, a ex-ministra petista apoiou o Decreto 8.241, uma medida que poderia ter dado poderes ilimitados ao governo de Dilma, bem ao estilo soviético. Seu partido, durante o processo de impeachment de Dilma, ficou ao lado do PT votando contra o afastamento dela no final. Ontem, durante a votação da PEC 241 no Congresso, a Rede votou contra, igualzinho ao PT.

Percebem o padrão?

O partido diz que não é petista, mas se comporta como os petistas, tem o mesmo cheiro e o mesmo rabo preso que é comum aos petistas.