27 de setembro de 2016

Ataque de Faustão a Temer deixa a esquerda sem saber o que fazer

Um vídeo tem circulado pelas redes sociais desde o último domingo. Trata-se de um trecho do programa Domingão do Faustão, no qual o apresentador Faustão faz duras críticas ao governo Temer, referindo-se especialmente ao caso da reforma educacional proposta na semana passada que incluía retirar a obrigatoriedade de disciplinas como Filosofia, Educação Física e Sociologia.

Primeiramente, não cabe aqui neste site explicar se Faustão está errado ou não. Por via das dúvidas, digo que sim, mas não quero desperdiçar tempo com explicações técnicas ou ideológicas. Via de regra, também não defendo políticos, por isso não farei nenhum tipo de defesa do governo Temer, especialmente porque do ponto de vista político ele tem sido extremamente desajeitado, para dizer o mínimo.

Veja o vídeo:



Este vídeo tem causado certo incômodo dentro da extrema-esquerda, e as razões são fáceis de entender. Uma delas, por exemplo, é o fato de que Faustão é da Globo, a mídia que eles dizem ser "golpista" e que alegam ter conspirado para derrubar o PT. Se endossarem o discurso do apresentador, inevitavelmente terão que aceitar o fato de que a crítica ao governo Temer foi feita, justamente, em um dos programas mais assistidos do país, por um ícone da mídia nacional e, acima de tudo, na mesma emissora que chamam de golpista.

Outra razão para que fiquem desconfortáveis é o fato de que Faustão é tido como um ícone popularesco, um apresentador "do povo", e não um desses intelectuais boçais com os quais estão acostumados. Se fosse um comentário feito por alguém como Gregório Duvivier, mesmo que na Globo, seria mais fácil para eles.

Aceitar a crítica de Faustão, para eles, é reconhecer algo feito por alguém que não faz parte do seu grupinho, da sua "elite" intelectual. Ao mesmo tempo é abrir mão do discurso fajuto de "mídia golpista", ainda mais se levarmos em conta que raras vezes críticas assim foram feitas contra o PT em um programa que não tem nenhum cunho político ou jornalístico.

A propósito, o que sugiro que seja feito, caso você veja alguém de esquerda compartilhando este vídeo, é justamente expor a hipocrisia do sujeito, mostrando para ele que a mesma mídia "golpista" está atacando Michel Temer em rede nacional.