3 de agosto de 2016

Resposta ao Spotniks: A esquerda não "errou" com a Venezuela, ela só é canalha mesmo

Meu colega Rodrigo da Silva, o qual muito admiro, escreveu um artigo ontem em seu site, o Spotniks, cujo título foi: Por que é tão difícil para a esquerda assumir que errou em relação à Venezuela?

Não estou aqui para dizer que o artigo é ruim, pois ele não é. Na realidade eu nunca vi artigos realmente ruins no Spotniks, até considero que seja o melhor site liberal da atualidade. No entanto, vejo como um equívoco por parte dos liberais tratar a relação entre nossos opositores, os socialistas, e seus ídolos nefastos, como se fosse "um erro".

A extrema-esquerda, que podemos representar por movimentos como MST, UNE, UBES, ou mesmo partidos como PT, PSOL e PCdoB, sabe exatamente o que está fazendo. Sim, eles sabem. Tive uma breve experiência na juventude em um movimento extremista chamado Esquerda Marxista, uma corrente interna do PT, na época, que hoje migrou para o PSOL. Foi justamente por ter conhecido o lado de dentro desses movimentos que eu decidi sair deles, e é por isso que afirmo, categoricamente: Eles sabem!

Mesmo o mais estúpido dos militantes sabe que o partido é corrupto, sabe que o socialismo causou miséria por onde passou, sabe que Nicolas Maduro é um calhorda (ou Chávez, que era o presidente da época). No movimento, sempre ouvi cochichos entre membros do mais alto escalão, nos bastidores eles criticavam Lula, deixavam claro que sabiam que as acusações contra o PT eram reais, e tudo isso era simplesmente varrido para debaixo do tapete assim que as câmeras eram ligadas.

A verdade é que esses movimentos e partidos fazem o que fazem não por ignorância, mas por oportunismo, por dinheiro, por poder e às vezes até por mero prazer. Há pessoas de fato fanáticas que só pensam na ideologia, e como são fanáticas elas não ligam para a realidade, apenas para a teoria. Mas elas não são menos culpadas por isso. Ao contrário, são tão perigosas quanto Che Guevara.

Conheci, do lado de dentro, jovens de 15 ou 16 anos que claramente estavam ali apenas galgando carreira política. Eram pessoas que pensavam, nos próximos anos, lançarem candidatura, e aí escolheram a militância estudantil para angariar eleitorado. Gente malandra e oportunista foi justamente o que mais vi. E era de conhecimento geral já naquela época as atrocidades praticadas por Hugo Chávez, como a estatização de bancos e o fechamento de toda a imprensa de oposição. Sim, eles sabiam que isso era verdade, sempre souberam. O problema é que concordm plenamente com isso!

Não há muito o que dizer, na verdade. A extrema-esquerda, seja aquele adolescente do Movimento Passe-Livre ou o velho de 50 anos do MST, sabe exatamente o que quer. A prova cabal de que as pessoas decentes não se juntam a essa gente é que todas as pessoas decentes deixaram de ser parte desses movimentos. Quem continua neles, indubitavelmente, não presta. Então a esquerda nunca "errou" com a Venezuela. O que Maduro faz hoje naquele país é exatamente o que o PSOL faria aqui, sem tirar e nem por, mesmo que isso causasse outra grave crise política, econômica e social.

Eles nunca se importaram com vidas humanas, muito menos com liberdade.