31 de agosto de 2016

Paulistanos, não temam! Lutem contra o terrorismo vermelho

Depredação de lojas e bancos, fogo em pneus, viaturas tombadas, confrontos com a PM e ruas interditadas: assim está uma parte de São Paulo desde a tarde de ontem, dia 30. As milícias petistas estão fazendo aquilo que sabem fazer de melhor, ou seja, baderna e muita sujeira, além das recorrentes violações de patrimônio e integridade física. Tudo isso tem um motivo, é claro.


Era óbvio que coisas assim aconteceriam, todos nós sabíamos. O totalitarismo nunca aceita perder e os totalitários jamais se curvam diante da ordem, das leis ou da harmonia. Se estão no poder, nos saqueiam, nos roubam, e se não estão causam tumultos, vandalismo e até atos de terror para forçarem uma ruptura sistêmica. Isso tudo sem contar o verdadeiro prazer que essas milícias vermelhas possuem em praticar vandalismo e destruição.

Não sugiro que você, um cidadão honesto e pacífico, vá para as ruas enfrentar esses criminosos com suas próprias mãos. Isso seria irresponsável e injusto. Você não está preparado para lidar com essa escória suja e covarde. Contudo, não se acovarde, não tema. Ainda há algo que você pode fazer: denunciar. Você pode denunciar incansavelmente, e você até deve fazer isso. Filme tudo o que puder ser filmado, fotografe os vândalos e terroristas, obtenha o máximo possível de provas contra o máximo de gente que conseguir. Depois de tudo, busque identificar os criminosos para então denunciá-los formalmente às autoridades ou, pelo menos, expô-los publicamente como os pilantras que são.

Hoje em dia qualquer um tem um telefone com câmera, não é? Então consiga provas contra todos. Se você não tiver preocupação com isso, vá até o meio das manifestações desses militantes golpistas e finja que é um deles, obtenha informações. Descubra quem está por trás disso tudo, veja quem são os líderes e quem são os peões. Filme e coloque na internet, porque esses bandidos precisam ser expostos. E depois, com algumas evidências, talvez seja possível processá-los e condená-los pelos crimes cometidos.

Não é que eu acredite nas leis, mas certamente acredito que a omissão não fará disso uma coisa boa. Aliás, a omissão tende a fazer com que esses criminosos sintam-se ainda mais livres para agirem assim quando bem entenderem, como se eles fossem os donos da cidade. É preciso deixar claro que eles não são!

Desejo sorte ao povo paulistano, ainda mais porque tenho muitos amigos e familiares na cidade. Vocês têm meu apoio.