17 de agosto de 2016

Mídia Ninja, Sakamoto e George Soros - Relação de amor e ódio


A esta altura muita gente já deve saber que Mídia Ninja, daquele paspalho chamado Pablo Capilé e também uma agência ligada ao blogueiro Leonardo Sakamoto, ambos de extrema-esquerda, socialistas e ditos inimigos do "capitalismo selvagem", receberam uma boa grana das mãos de George Soros, um dos maiores especuladores profissionais que o mundo já viu.

Soros, não é de hoje, de fato financia movimentos de extrema-esquerda mundo afora, além de institutos e sites que aparentemente são independentes. No Brasil, não é muito diferente. Ele financia até o Instituto Fernando Henrique Cardoso. E o objetivo é sempre o mesmo: cumprir metas da agenda política do socialismo global.

Qualquer pessoa que tenha alguma noção de como é a esquerda de verdade sabe que não há, exatamente, qualquer tipo de contradição nisso. Apesar de esses patifes pregarem contra o capitalismo, contra a riqueza - dos outros, é claro - e mesmo que eles digam odiar os grandes empresários, não é preciso mais do que um aceno de mão e alguns dólares para que todos eles corram com o rabo abanando na direção oposta de tudo isso. Essa gente gosta mesmo é de poder - e de dinheiro, naturalmente.

Socialistas são as criaturas mais materialistas do mundo, a grosso modo. Apesar de acusarem os liberais de só pensarem em dinheiro, eles é que são assim o tempo inteiro. E não é por acaso, uma vez que na própria visão marxista a vida se resume ao quanto você ganha em relação ao outro. Caras como Sakamoto ou Pablo Capilé não são amadores, eles não estão nessa por ideologia ou porque se importam com as pessoas. Eles veem nisso um negócio, assim como o próprio George Soros.

A questão é que os interesses, neste caso, convergem. Como todos já estão carecas de saber, as ideias de esquerda sempre serviram para beneficiar mega-empresários e grandes partidos. Soros é um oportunista que financia estes movimentos para que eles tenham munição e possam forçar as Janelas de Overton na direção desejada. É do interesse de Soros que os governos travem a liberdade econômica, sobretudo em grandes potências mundiais, pois isso serve para garantir os seus lucros exorbitantes sem muita preocupação com concorrentes de peso.

Se você acha que estou exagerando, confira por si mesmo o que disse Pedro Abramovay, jurista brasileiro que já foi diretor de campanhas do Avaaz (site que faz petições online). Clicando aqui, você poderá acessar esta e outras informações, como as provas de que Mídia Ninja e Sakamoto receberam uma verba bem recheada das empresas de Soros.

Fato é que em maior ou menor grau, praticamente todos os partidos e movimentos de extrema-esquerda são financiados por grandes empresários interessados em grandes monopólios. A Gerdau financiou a campanha de Luciana Genro ao Senado, por exemplo. Eike Batista ficou ainda mais rico do que era graças ao fato de ter ajudado Lula em algumas ocasiões, o mesmo que aconteceu com Edir Macedo, que quintuplicou suas riquezas na era Lula.

A relação de amor e ódio entre estes grupos é pautada no dinheiro. As cifras representam o tamanho do amor e a distância, em geral muito curta, é o pouco de ódio que sentem uns pelos outros. Porque o empresário que financia estas porcarias não é necessariamente partidário das mesmas ideias, mas não deixa de ser um interesseiro trabalhando por seus próprios fins. O canalha que vive disso, por sua vez, é mais um sanguessuga.