5 de agosto de 2016

Carta Capital e a velha malandragem petista

Todo mundo sabe que a revista Carta Capital nunca foi mais do que um reduto de propaganda petista, não é? Só que a Carta, de uma maneira diferente dos demais blogs pagos pelo PT, consegue passar uma impressão de profissionalismo um pouco maior. Um leigo pode até entrar ali e não perceber já de imediato do que se trata.

Hoje foi publicada uma matéria que prova esta malandragem. O título dizia que 68% dos brasileiros acreditam que Dilma Rousseff vai cair com o impeachment, o que é até meio óbvio. Já no subtítulo, porém, há o seguinte dado: 73% das pessoas não acham que o impeachment dela será "a solução para o Brasil."

De acordo com o site, a pesquisa é do Instituto Vox Populi, que na realidade faz parte do próprio grupo. Supondo que a pesquisa em questão seja verdadeira, não custa muito pensar no que representa esse segundo dado apresentado. A pergunta feita foi: "O impeachment é a solução para o país?" Claro que um monte de gente respondeu "não". Eu diria que não. Impeachment não é mágica, não vai mesmo "solucionar os problemas do Brasil." A pergunta é obviamente capciosa, é malandra, é o tipo de questão que foi colocada para dar a impressão de que as pessoas não gostam de Dilma, mas também não querem o Temer. 

Naturalmente, o afastamento de Dilma por si só nunca seria solução para nada. Se o seu sucessor - no caso, Michel Temer - continuasse com as mesmas políticas e mesmo comportamento, é claro que nada iria mudar. A ideia nunca foi essa. Dilma será afastada porque cometeu crime de responsabilidade fiscal, não por ter sido "incompetente". Ninguém quer afastá-la porque "é a solução", mas porque ela é criminosa, simples assim. Se quem quer afastá-la é criminoso também, aí é outra questão.

Tenho certeza de que os malandros da Carta Capital fizeram isso de propósito, e na realidade trouxe tal informação aqui apenas para demonstrar como é fácil manipular informações sem dizer nenhuma mentira.