18 de junho de 2016

Lula se mostra inimigo capital da Lava-Jato ao tentar prejudicar Sério Moro


Na última quinta-feira, dia 16, o ex-presidente Lula, através de seus caros advogados pagos com o dinheiro que ele roubou do povo, protocolou uma representação contra o Juiz Sérgio Moro na Procuradoria Geral da República. Segundo o site Estadão, "o documento pede que o magistrado seja investigado por violação à Convenção Interamericana de Direitos Humanos por crimes de abuso de autoridade na condução da Lava Jato na primeira instância." [Destaques nossos]

A estratégia é óbvia. O PT está lançando mão de artifícios pouco convencionais, mas que podem surtir algum efeito no sentido de prejudicar a imagem do Juiz que conduz as investigações contra Lula e, assim, manchar a imagem da Operação Lava-Jato. Se essa representação for aceita e chegar a virar um processo contra o Juiz, automaticamente cria-se o slogan de que "Moro também é um criminoso investigado." E provavelmente a ideia é essa.

As tentativas de parar a Operação Lava-Jato são muitas, e envolvem geralmente os caciques do PT e do PMDB, sendo que todos têm em comum, conforme provam as gravações do delator Sério Machado, proteger a si mesmos e ao ex-presidente Lula, de quem muitos foram aliados por anos, como Sarney e Renan Calheiros, ou mesmo Romero Jucá.

Lula é o maior inimigo da Operação Lava-Jato e tem feito de tudo para prejudicá-la.


Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias

Siga @Estadao no TwitterAssine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter