21 de junho de 2016

Guerra Política - Exemplos Práticos (pt 4)

Dinesh D'Souza é um indiano que vive nos EUA, possui nacionalidade americana e se tornou, nos últimos anos, um apologista de direita. É conservador, inclusive ligado à Fundação Heritage e colega de David Horowitz. Um de seus maiores méritos é justamente o domínio da guerra política. Ele parece entender, muito mais do que a média, como a esquerda age e como nós devemos agir diante dela. Um exemplo claro disso é seu novo documentário, ainda não publicado, mas cujo trailer você pode assistir abaixo:


Notem que a linguagem deste trailer, que mostra partes interessantes do documentário, não é a que normalmente vemos liberais e conservadores utilizarem. Aqui, ele apresenta a nós algumas verdades inconvenientes sobre o Partido Democrata, mostrando seu passado sujo e suas intenções nefastas. De modo algum ele deixa a ideia de que a esquerda seja incompetente ou ignorante, pelo contrário. Ele expõe que a intenção dessas pessoas é ruim, e isso é muito importante. Na guerra de narrativas, a esquerda sempre mostra liberais e conservadores como inimigos dos pobres, como pessoas vis e mal intencionadas. Raramente eles atacam a nossa competência, em geral atacam a nossa ética, desvirtuam nossa moral e tentam nos fazer parecer monstros. O que Dinesh faz nesse documentário é exatamente o mesmo, apenas direcionando o ataque contra os inimigos certos.

Contudo, não é sobre o documentário que quero falar, mas sobre este vídeo que há meses circula na internet. Dinesh dá uma palestra na Amherst College, uma universidade privada americana com custo anual para o aluno de $ 70 mil, valor superior inclusive a Harvard. 


No vídeo acima vemos o exemplo provavelmente mais adequado de como se portar diante da hipocrisia socialista. Se você assistir ao vídeo, entenderá o que quero dizer. Contudo, só levantarei alguns pontos que julgo centrais:

1 - Foco: Notem que em momento algum Dinesh questiona a inteligência do argumento, e sim a falta de ética de alguém que, em nome da "igualdade", pede que os outros sintam culpa pelos erros de seus antepassados enquanto ele próprio não se mexe nessa direção.

2 - Linguagem: Dinesh D'Souza, como lhe é de costume, não fica na defensiva. Sua linguagem mostra isso. Ele usa palavras de ataque ao universitário o tempo todo, embora naturalmente não seja exatamente desrespeitoso. A escolha das palavras é a mais adequada possível, pois deixa claro a quem assiste que o rapaz é um hipócrita, uma pessoa que quer cobrar dos outros atitudes que ele próprio não tem coragem de por em prática.

3 - Escárnio e ironia: Esse tipo de coisa, dentro de cada contexto, é importante. Ele responde o universitário deixando claro que se trata de um hipócrita, mas também aproveita para tirar onda com o rapaz. A ironia é uma ferramenta discursiva muito poderosa quando bem utilizada.

Creio que esses pontos somados ao vídeo, que é excelente por si só, deixem bastante claro o entendimento.

Boa leitura!


VEJA MAIS SOBRE ESTE TEMA EM: Guerra Política