25 de junho de 2016

Folha de São Paulo mentiu sobre BREXIT e Game of Thrones.


Ontem foi postado, aqui no site, um artigo sobre a manipulação da mídia brasileira a respeito do BREXIT, a saída do Reino Unido da União Europeia. Uma das matérias "jornalísticas" que linkei foi o ridículo artigo da Folha de São Paulo, cujo título dizia que a série Game of Thrones poderia ficar sem verba com a saída do Reino Unido, além de ter problemas com as filmagens.


Instintivamente já sabia desde que li a matéria da Folha que se tratava de pura mentira, mas eis que um amigo, fã da série, me envia esta postagem do site oficial do Game of Thrones Brasil, que também é de ontem, desmentindo tudo o que foi inventado pela Folha de São Paulo. Abaixo, segue o que foi dito pelos produtores da série:
Para todos os efeitos, a série de David Benioff e Dan Weiss era, em parte, financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, programa da UE. Uma vez que o Reino Unido não integrasse mais o grupo, os recursos ficariam comprometidos. 
Mas, na verdade, a HBO já não estava mais utilizando verbas deste fundo há alguns anos. A série obtém financiamento e incentivos fiscais de outros programas desse tipo, mas eles não esperam que tais acordos sejam impactados pela decisão do voto. O canal divulgou o seguinte comunicado: 
“Não esperamos que o resultado do referendo da UE tenha qualquer efeito sobre a produção de Game of Thrones da HBO”. 
Então aí está. Não se preocupem. O mundo continuará em chamas tanto no que diz respeito a nossa política quanto a de Daenerys e seus dragões.
Caso os leitores queiram, podem conferir também no site original, em inglês.

A Folha de São Paulo simplesmente mentiu, inventou isso do nada, apenas para manipular seus leitores contra o BREXIT. Por isso, repito pela quinta vez nesse mês: O jornalismo brasileiro está morto, o que existe aqui é só propaganda ideológica de uma agenda de esquerda.