7 de junho de 2016

Dilma não quer usar voo comercial justo agora que os pobres andam de avião? Tem algo errado aí.


Uma das coisas mais absurdas e mais estupidamente repetidas por toda a extrema-esquerda, em defesa do PT, foi dizer nos últimos anos que "agora pobre anda de avião", e que esta seria a razão pela qual uma suposta "elite golpista" tinha raiva do PT.

A primeira piada é se gabar das desgraças alheias, e com certeza o Brasil é um dos piores países do mundo para se utilizar aviões, tanto pelos altos preços, acima de qualquer grande potência, como pela má qualidade do serviço. Os constantes atrasos, as frequentes greves e os serviços de baixíssima qualidade oferecidos pelo sistema aéreo brasileiro integram um lamentável quadro de atraso. Se pobres estão utilizando avião, do jeito que as coisas estão, isso não se deve de maneira nenhuma ao trabalho do governo, que até hoje só fez atrapalhar.


A segunda piada nisso, obviamente, é a própria acusação. Só quem faz essa associação entre pobres usando avião e o governo petista são os próprios petistas, mais ninguém. Logo, é evidente que ninguém teria raiva do PT por isso, mesmo aqueles que possam não gostar de pessoas pobres.

Entretanto, quem não quer andar ao lado dos pobres é a própria Dilma Rousseff, que em sua página oficial no Facebook se queixou pelo fato de o governo interino ter barrado algumas de suas regalias. 

Vamos nos atentar a primeira frase sublinhada, em que ela diz ser um escândalo que não possa viajar. A princípio, isso não é verdade. Dilma não é impedida de viajar, inclusive por ser o impeachment um processo político e não penal. Ela não está sendo vigiada ou cercada para não fugir, apenas não permitiram que ela viajasse país afora com o nosso dinheiro, utilizando jatinhos particulares ou aviões da FAB. E ainda devemos considerar que o salário dela continua sendo rigorosamente pago, além de diversas regalias e gastos absurdos. Em plena crise de empregos, Dilma suga milhares de reais para não fazer absolutamente nada além de tentar proteger a si própria.

A segunda frase sublinhada, no entanto, é mais icônica. Ela deixa evidente que Dilma não apenas se sente superior ao povo, mas que ela nem mesmo tem vergonha de dizer isso. A desculpa de que precisa de segurança tampouco convém, visto que outros grandes políticos mundiais muito mais visados do que ela viajam em voos comerciais a toda hora, como Maurício Macri ou David Cameron, que é Primeiro-Ministro de um país que sofre constantes ameaças terroristas. Há diversos Chefes de Estado viajando até em classe econômica.

Aliás, o presidente argentino Maurício Macri optou por vender os aviões presidenciais, de modo a economizar perante a crise pela qual passa a Argentina. Dilma é simplesmente uma larápia.

David Cameron "flagrado" em voo comercial comendo Pringles.