29 de junho de 2016

Apoliticamente Incorreto - Outro ensaio sobre política.

Em fevereiro deste ano lancei meu ensaio sobre política, o "Bolas Quadradas", e obtive certo alcance com ele. A ideia de publicar um breve ensaio foi apenas para dar aos meus seguidores um prelúdio para o livro que estou escrevendo, ainda relativamente longe da conclusão, e também para oferecer um pouco de minhas ideias gratuitamente.

Eis que Octávio Henrique, o mesmo que fez a revisão em meu ensaio, se inspirou na ideia e resolveu lançar também um pequeno livro chamado "Eu, Apolítico - Pensamentos e Palpites de um Blogueiro Apoliticamente Incorreto." Seu livro foi prefaciado por Luciano Ayan, parceiro do Modo Espartano, e foi editado por mim. Também me encarreguei de fazer a capa.

Esta obra é simples, é direta, mas é ao mesmo tempo um ataque na jugular. Embora não concorde com tudo o que nela está dito, não posso deixar de dizer que Octávio soube analisar a realidade política de maneira muito mais madura e sóbria do que qualquer intelectual brasileiro até o momento. O que temos em nosso país, ainda, é uma direita retranqueira, sempre atuando na defensiva, ou o seu extremo oposto, que é a direita boquirrota, falastrona e atrapalhada. São raríssimos aqueles que entendem a política como uma disputa de interesses, como jogo de narrativas, como controle de timing e rotulagens, etc. Mesmo grandes intelectuais brasileiros, autores de livros bem vendidos, parecem buscar sempre a alternativa contrária àquela que surte efeito, normalmente apelando a um senso de moral que não serve para coisa alguma.

O prefácio feito por Luciano Ayan, aliás, descreve exatamente o que penso sobre o cenário político atual e sobre os ensaios de Octávio Henrique. Por isso, hoje, recomendo a leitura deste breve livro. É muito útil. E dentre os capítulos, gosto especialmente de "Os conservadores e a mulher de César."