12 de junho de 2016

A miséria venezuelana e o deboche do Levante Popular da Juventude

Em 2013 houve um vídeo que viralizou por aí, de um lado por ser considerado "engraçadinho" por parte daqueles mongoloides de esquerda, compreendido até como uma "provocação aos reaças". Por outro lado, o vídeo também foi visto como uma grande infantilidade segundo alguns conservadores. O que poucos perceberam, no fim, é que a dancinha do Levante Popular da Juventude com a paródia da música Kuduro era um deboche, puro e simples, da miséria do povo venezuelano.


Notem que este rapaz à esquerda da imagem é o Thiago Ferreira, o mesmo que levou aquelas belas lapadas do Fernando Holiday no debate da Folha. Fiz uma pesquisa para averiguar, antes de mais nada, se o Levante Popular da Juventude ou algum de seus integrantes que apareceram no vídeo de satirização da desgraça alheia se desculparam, se voltaram atrás. Não encontrei nada. Tudo indica que continuam exatamente com a mesma visão.

O vídeo, no fim das contas, teve sua utilidade. Ver esses adolescentes comunistas rindo e dançando diante de algo que só trouxe dor, miséria e privação de direitos humanos aos seus vizinhos de continente prova, novamente, que a esquerda tem por hábito colocar a ideologia acima de qualquer valor.

A imagem ao lado é um retrato da miséria de um povo. Infelizmente, cenas assim tem se tornado cada dia mais comuns na Venezuela. Agora já se pode ver crianças disputando lixo com cães de rua em busca de comida, algumas até mesmo comendo ração canina e se considerando com sorte por terem o que comer. Samy Adghirni, correspondente da Folha de São Paulo em Caracas, relata o seguinte:

"A alguns metros dali, meninos em uniforme escolar sorriem após encontrar uma bolsa contendo algo parecido com ração animal. "É para cachorro, mas serve para nós", diz um deles. Ao ver a reportagem, uma senhora grita: "Estamos morrendo de fome, diga ao mundo todo."'
Será que Thiago Ferreira e seus amiguinhos sentem remorso de terem debochado assim das mazelas alheias? A desculpa deles, diante de tais fatos, será qual? Eles não sabiam? Duvido. O que acontece hoje na Venezuela era esperado, qualquer um que tenha visto o horror socialista em suas experiências anteriores sabe que após tirar a liberdade do povo os tiranos lhe tiram também a comida, e por fim tiram sua vida até não restar mais nada. Foi assim com a URSS, foi assim com o Haiti, e assim é com a Venezuela.