31 de maio de 2016

Olavo - O Analista de Schrödinger (parte 2 - quando Olavo apoiou Aécio Neves)

Se qualquer pessoa postasse um comentário e, dias depois, postasse outro que contradissesse o primeiro, e se isso fosse mostrado a outras pessoas, naturalmente a reação seria a de considerar que houve, no mínimo, uma contradição. Na pior hipótese, até poderíamos considerar que um dos comentários ou até mesmo ambos são falsos, que eles tenham sido ditos de maneira mentirosa.

Com Olavo de Carvalho, entretanto, ocorre algo diferente. Seus seguidores - todos lunáticos ou completamente idiotas - tentam a qualquer custo justificar o que foi dito. Quando provada a contradição, a culpa nunca é do Olavo por tê-la cometido, mas de quem a aponta, porque quem acusa Olavo de qualquer coisa é sempre alguém que "não entendeu direito o que ele disse." Olavo está para seus fiéis seguidores como Karl Marx para os marxistas: sempre sendo vítima de deturpação; sempre tendo suas frases tiradas de contexto. Ao que parece, Olavo nunca disse aquilo que disse, mas algo diferente do que foi dito, como se tudo tivesse um significado oculto, que é um cachorro atrás.

Portanto, vejamos o que Olavo de Carvalho dizia sobre Aécio Neves em 2014:



No post acima, vemos que Olavo reconhecia em Aécio Neves qualidades que ninguém mais da direita reconhecia. Ele, na época, acreditava em Aécio Neves muito mais do que a maioria dos brasileiros, que votaram nele meramente por falta de opção melhor. É fácil encontrar postagens, textos, vídeos e material de diversos outros direitistas que achavam Aécio Neves um opositor frouxo e indigno, mas que consideravam o voto nele como uma medida defensiva contra o PT, dentre eles o próprio Luciano Ayan, a quem hoje Olavo acusa de estar "a serviço do PSDB". Membros do MBL, a quem Olavo também acusa de estarem trabalhando em prol dos tucanos, faziam exatamente o mesmo tipo de crítica a Aécio Neves e ao PSDB. Somente Olavo de Carvalho em toda a direita ousou dizer que Aécio poderia ser um dos melhores presidentes que o país já teve. Ninguém além dele foi tão longe assim.

Entretanto, vamos ver o que Olavo passou a dizer depois de sua briguinha com o pessoal do MBL:

É uma conspiração mundial, como sempre. O que separa Olavo de Carvalho daqueles conspiracionistas malucos do documentário Zeitgeist é a defesa da religião cristã (que ele faz mal e porcamente, a propósito).


Sim, Olavo. Será preciso explicar porque você endossou a candidatura de um tucano que, já naquela época, era acusado de envolvimento em corrupção, sendo que seu partido é, segundo suas próprias "análises", uma entidade maligna. Consegue?


Então não existe praticamente nenhuma diferença entre PT e PSDB, Olavo? Por que você induziu seus seguidores a acreditarem que Aécio poderia ser um dos melhores presidentes que o país já viu? Você os induziu ao erro ou foi você quem errou e se recusou a admitir?



Cada político do partido, Olavo? Acho que isso inclui também Aécio Neves, não é? Afinal ele é presidente do partido e é um dos principais pré-candidatos para 2018. Você irá apoia-lo novamente na próxima eleição e depois também irá fingir que nada aconteceu?

Ok. Já vimos o bastante.

Novamente, sugiro o seguinte exercício:

Imagine que outra pessoa com quem você não concorda tenha feito exatamente o mesmo. Pense que ela disse que x-salada é a melhor comida do mundo e, dias depois, falou que jamais comeria x-salada e que preferiria comer qualquer outra coisa. O que você acharia disso? Ou ela mentiu ou está completamente equivocada sobre si própria, não é? É só parar e pensar na Luciana Genro dizendo lutar pelas causas LGBT enquanto apoia o ditador homofóbico do país vizinho. O padrão é praticamente o mesmo.


ARTIGOS RELACIONADOS

Olavo - O Analista de Schrödinger (parte 1)
E agora, ovelhas? - As Aventuras do Professor Aloprado
Pautas Quentes | MBL sofre ataques caluniosos da esquerda com ajuda de Olavo